Pular para o conteúdo

Century Data

Início » O que é Log4j

O que é Log4j

A busca por recursos de tecnologia que promovem proteção e segurança para sistemas computacionais é cada vez mais constante. Tendo em vista que a frequência dos ataques não para de aumentar (e isso pode trazer prejuízos consideráveis para todos), preparamos um post para mostrar o que é Log4j e por que a falha log4shell é preocupante.

Security vulnerability Log4J detected in the data center.
Imagem: Alexander Limbach/Shutterstock

O assunto ganhou notoriedade na mídia mundial, pois a vulnerabilidade está presente em um módulo utilizado por milhões de empresas. A questão se torna um problema grave se não for abordada rapidamente e de maneira efetiva. Continue a leitura e aprenda mais sobre o tema. 

Afinal, o que é Log4j?

Em linhas gerais, podemos definir o Log4j como uma biblioteca Java que serve para o registro de mensagens de erros em aplicativos corporativos, como drivers de vídeo para Windows, por exemplo. É uma estrutura de registro de código aberto, considerada a mais popular do mundo, amplamente utilizada, especialmente por empresas em seus aplicativos web.

No mundo há registros de milhares de downloads do Log4j, presente, inclusive, nas maiores organizações de internet do planeta, como Microsoft, Twitter, Minecraft, Amazon e Apple. Por isso, não é nada surpreendente que qualquer falha seja capaz de causar problemas de grandes dimensões.

O Log4j é bastante útil para que administradores e desenvolvedores de apps identifiquem e corrijam falhas e eventos problemáticos. Vale lembrar que o Log4j também está presente em softwares de escritórios, servidores e sistemas de bordo, como os presentes em automóveis. 

Escritório
Foto de pexels.com

Por que a falha log4shell é preocupante?

Como dissemos, qualquer falha é preocupante pela própria natureza do Log4j, dada a amplitude de sua utilização e a importância das empresas que contam com o recurso. A log4shell é uma vulnerabilidade relevante, pois pode permitir que invasores executem códigos de forma remota em um sistema alvo com bastante rapidez e facilidade.

Sendo assim, é possível que invasores roubem dados, instalem malwares ou até mesmo obtenham controle total de sistemas computacionais. Além disso, o número de tentativas de ataques tem crescido de maneira exponencial, o que afeta grande parte das redes corporativas do planeta, inclusive em aplicativos de negócios muito críticos e de grande porte. 

    Para a sua segurança, mantenha-se informado!

    Inscreva-se em nossa página e fique por dentro dos principais assuntos que envolvem a cibersegurança.

    Como funcionam as explorações? 

    As explorações da falha log4shell funcionam de diversas maneiras e os invasores abusam da criatividade durante os ataques. Uma forma pela qual isso é feito é por meio da vulnerabilidade para baixar trojans bancários que acionam downloads de arquivos e inserem um programa malicioso. A ação usa a capacidade dos computadores para minerar criptomoedas sem o conhecimento dos usuários. 

    Outra utilização bastante recorrente, que foi identificada por pesquisadores da Microsoft, se dá por meio da instalação de malwares de criptografia em sistemas vulneráveis que facilitam o furto de senhas e credenciais. A falha também permite comprometer servidores, máquinas virtuais e câmeras IP, além de listar todas as unidades do sistema.

    Quem pode ser atacado?

    A falha já foi explorada com crimes de menor potencial ofensivo, como instalação de softwares que permitiam usar os recursos do sistema para minerar criptomoedas. Também, foram observados ataques em busca de servidores vulneráveis, mas que não produziram, pelo menos até o momento, grandes prejuízos. 

    Segurança da Informação
    Foto de pexels.com

    Porém, na prática, qualquer usuário que conta com aplicativos integrados à biblioteca Log4j pode ser atacado e, por esse motivo, encontra-se em risco. É por esse motivo que a descoberta da vulnerabilidade causou tanta preocupação, afinal, são muitas empresas e organizações em situação de exposição que precisaram adotar novas medidas de segurança

    Como fazer para se proteger?

    Como o Log4j é utilizado por milhares de aplicativos, bibliotecas e frameworks, tomar medidas de segurança é altamente recomendável, sobretudo para quem tem negócios ligados à internet.

    Por meio de algumas ações, você e sua empresa poderão ficar muito protegidos. Veja, a seguir, algumas dicas. 

    Identifique dispositivos que usam o Log4j

    O primeiro passo para se proteger da falha log4shell consiste em identificar quais dispositivos usam o Log4j. Feito isso, você deve atualizá-los para a versão 2.15.0 (o quanto antes!). Como o tempo é imprescindível para reduzir a vulnerabilidade a ataques, você também deve aplicar os patches fornecidos pelo fabricante imediatamente.

    Também, é recomendável criar alertas para testes nos dispositivos que utilizam o Log4j e instalar um firewall que contemple soluções voltadas para o melhor funcionamento da biblioteca. Caso perceba alguma violação, remova o acesso à rede e aos servidores afetados, e inicie a aplicação de um plano de respostas a incidentes.

    Planeje políticas e controles de segurança 

    Outra dica importante é planejar políticas e controles de segurança com a certeza de que os ambientes externos oferecem ameaças constantes e potencialmente perigosas. A falha log4shell poderá ser explorada por invasores hostis, que tentarão acessos indevidos aos dados e recursos de sua organização.

    Homem Trabalhando no Computador
    Foto de pixels.com

    Por isso, para uma melhor projeção, você pode considerar usar a encriptação das informações armazenadas em seus dispositivos, não permitindo, por exemplo, o armazenamento local de dados sensíveis e promovendo um processo de autenticação mais forte, preferencialmente de multifatores.

    Configure corretamente os servidores de acesso

    Por fim, qualquer empresa que preza pela segurança de dados precisa configurar corretamente os servidores de acesso, afinal, são os dispositivos que permitem a entrada nos ambientes digitais da empresa e podem ser utilizados para sequestros de comunicações e manipulação de dados. 

    Como se isso não bastasse, servidores desprotegidos podem virar “trampolim” para outros hosts dentro das organizações. Por isso, eles devem ser constantemente atualizados e apenas os administradores autorizados devem ter permissão de acessá-los, exclusivamente por meio de dispositivos que também sejam considerados seguros. 

    Agora que você já sabe o que é Log4j e por que a falha log4shell é preocupante, o essencial é contar com as melhores soluções de segurança, não é mesmo? A Century Data é uma empresa que promove tecnologia, oferece serviços inovadores e produtos especializados que podem ser o que você e o seu negócio estão precisando.

    Gostou de aprender o que é Log4j e por que a falha log4shell é preocupante? Quer proteger os dados do seu negócio? Então, não perca mais tempo. Entre em contato conosco e conheça nossas soluções.

    Baixe Gratuitamente

    Novidade! Temos dois e-books incríveis e gratuitos, para você baixar, se informar e ficar livre de uma ameaça cibernética:

    Ransomware: o guia completo
    7 situações que permitem a invasão da sua empresa por ransomwares

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.