Pular para o conteúdo

Century Data

Início » Ataques Keyloggers: o que é e como evitar

Ataques Keyloggers: o que é e como evitar

Os teclados de nossos computadores e celulares são como uma extensão de nossas próprias mãos. Com o auxílio das teclas, digitamos desde mensagens do cotidiano até logins e senhas de cartões de crédito. Este texto fala dos ataques keyloggers, situação em que tudo o que digitamos é espionado e gravado por pessoas mal intencionadas.

Foto do site freepik

Neste texto vamos explicar o que é keylogger: ameaça digital capaz de espionar tudo o que registramos por meio dos teclados de nossos dispositivos eletrônicos. Além disso, vamos mostrar como se proteger de ataques e apresentar uma solução primordial para manter os computadores da sua empresa livre das ações de cibercriminosos. Continue a leitura!

O que é Keylogger

Keylogger, ou “registrador de teclados”, é um spyware criado para coletar tudo o que uma pessoa digita em computadores ou em outros dispositivos eletrônicos. Baseado no hardware ou software, um keylogger obtém informações sobre atividades online que, em mãos erradas, podem causar grandes prejuízos. 

Uma forma clássica de instalar um keylogger espião sem que a vítima perceba é por meio de tentativas “phishing”. Nessa modalidade, o hacker envia um link que parece confiável. Ao ser clicado, o keylogger é instalado e as informações são enviadas para o cibercriminosos. (Clique aqui e saiba mais sobre phishing e outros ataques).

Contudo, com o avanço da tecnologia, os programas “espiões” ficaram mais sofisticados e passaram a capturar bem mais do que apenas informações digitadas nos teclados, mas também gravações de telas, percursos dos mouses, conteúdos disponibilizados nas áreas de transferência… Enfim, tudo pode ser monitorado e capturado. 

Foto do site freepik

A verdade é que um keylogger pode possuir fins lícitos e legais, por exemplo, para profissionais de TI ou mesmo para pais e mães que têm como objetivo monitorar as ações de seus filhos na internet. 

Inclusive, você mesmo pode fazer o download gratuito de um programa keylogger para uso pessoal. Imagine que você está no meio da elaboração de um texto no computador e ocorre uma pane no sistema ou a falta de energia. Isso pode acontecer com qualquer um, não é mesmo? Nesses casos, a presença de um keylogger é útil para fazer backup do conteúdo produzido.

Não há problemas em usufruir dos benefícios de um keylogger. A seguir vamos explicar como baixá-lo de fontes confiáveis. O problema, no entanto, consiste quando pessoas mal intencionadas se utilizam desses programas para obter dados pessoais de terceiros e transmiti-los de maneira imperceptível (e criminosa). Por esse motivo, mais adiante vamos trazer dicas para detectar e remover keyloggers.

    Para a sua segurança, mantenha-se informado!

    Inscreva-se em nossa página e fique por dentro dos principais assuntos que envolvem a cibersegurança.

    Keyloggers para usos legais e pessoais

    Para smartphones, keyloggers podem ser encontrados nas lojas de aplicativos dos sistemas Android ou IOS. Para computadores, é fácil encontrar keyloggers em mecanismos de buscas, como o Google. 

    Independente da forma como você fará o download, sempre opte por versões conhecidas, validadas e com avaliações positivas dos usuários. Também, pode ser vantajoso optar por um keylogger que ofereça versão gratuita para testes antes da compra efetiva.

    Como se proteger de ataques keyloggers 

    Se um keylogger não é bem-vindo em seus dispositivos, o melhor é se proteger. Afinal, vimos que cibercriminosos estão de olho em nossos rastros digitais e informações pessoais para aplicar golpes.

    Em primeiro lugar, para se proteger de quaisquer ameaças digitais é preciso mudar a forma como lidamos (e trabalhamos) nos próprios ambientes digitais. Não é simples, mas mantenha a disciplina e, por vezes, conte com a ajuda de profissionais e produtos qualificados. 

    Em ambientes corporativos é necessário, cada vez mais, adotar práticas de segurança da informação. Nós, da Century Data, preparamos outro texto especial com relação a essa questão (pra ler, clique aqui). 

    Além disso, existem algumas dicas para nos proteger de ameaças e invasões keyloggers. Veja a lista a seguir:

    1. É imprescindível que dispositivos conectados à internet sejam protegidos por meio de um software anti-keylogger e de um antivírus. E não se esqueça, o antivírus precisa estar sempre atualizado. 

    2. Essa dica é um pouco “repetitiva”, mas não custa nada reforçar. Nunca instale softwares, programas ou aplicativos de origens duvidosas. A pirataria é justamente a porta de entrada mais comum para malwares utilizados por cibercriminosos.

    3. Da mesma forma que não podemos baixar qualquer programa, também não podemos clicar em qualquer link, site ou anúncio. Caso você se depare com algo suspeito, o melhor é não clicar.

    4. Aqui vai uma dica para quem usa computadores públicos: tenha cuidado e, se possível, evite o uso. Isso porque nunca sabemos o que está instalado na máquina. Da mesma forma, não deixe seus dispositivos em locais sem supervisão, pois em pouco tempo alguém pode instalar os temíveis malwares.

    5. Fique atento aos momentos de inserir as suas senhas. Se possível, utilize teclados virtuais. Com isso, as chances de um hacker ter acesso ao que é digitado são reduzidas.

    6. Ainda com relação às senhas, utilize gerenciadores e evite digitá-las todas as vezes que precisar acessar suas contas. O objetivo aqui é deixar que a senha seja gerada de maneira automática. 

    7. Deixe habilitada a autenticação por dois fatores (2FA) sempre que possível. O sistema de dupla identificação trabalha com a combinação de dois componentes diferentes, como a senha mais uma resposta pessoal, reconhecimento de digitais ou da face. Dessa forma, são necessárias duas comprovações para constatar a identidade e, mesmo se sua senha for vazada, o acesso ainda não é liberado para criminosos do universo digital. 

    Proteção garantida contra ataques digitais

    Ninguém quer ter seus dados sequestrados e pagar resgate para obtê-los de volta. Inclusive, o prejuízo para as empresas pode tomar proporções bem mais amplas diante das diretrizes impostas pela Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), responsável por ditar os modos legais de coletar, armazenar e utilizar dados pessoais. 

    Foto do site freepik

    Pensando nisso, a Century Data tem a solução ideal para o banco de dados e o fluxo de informações do seu negócio: a plataforma SentinelOne.

    Com SentinelOne, você detecta ameaças em menos tempo e torna suas operações muito mais ágeis e seguras. A instalação da plataforma é rápida e a equipe de suporte e manutenção da Century Data, sempre presente, elabora relatórios constantes e personalizados, sempre de acordo com as suas necessidades.

    Os ataques digitais são realidades cada vez mais presentes e sua empresa não pode ficar vulnerável. A Century Data, especialista em segurança da informação, oferece serviços e produtos inovadores para proteger o seu negócio de criminosos digitais.

    Não fique desprotegido. Entre em contato com a nossa equipe e saiba mais sobre a SentinelOne e todas as outras soluções que temos para oferecer.

    Baixe Gratuitamente

    Atenção! Temos dois e-books incríveis e gratuitos, para você baixar, se informar e ficar livre de uma ameaça cibernética:

    Ransomware: o guia completo
    7 situações que permitem a invasão da sua empresa por ransomwares

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.